________

23 fevereiro 2011

Triologia: Shadow of the Colossus

Zerei Shadow of colossus hoje LoL. Achei a história, iluminação fantásticas. Só o gráfico que não é perfeito, mas vale muito a pena jogar. Pesquisei um pouco sobre a triologia Shadow of colossus . A 3º parte vai lançar provavelmente esse ano para PS3 (infelizmente T_T só pra PS3).

*Vale salientar que este post está cheio de spoilers. U_U

Essa fabulosa “trilogia” começa com o jogo chamado ICO, criado pela Team Ico e publicado pela Sony Computer Entertainment para o Playstation 2 em 2001.

ICO

Para os que não conhecem esse jogo, vou contar um pouco da historia dele: O jogo conta a historia de Ico que e um jovem garoto com um par de chifres em sua cabeça. Devido aos chifres, ele é considerado um mau presságio por sua aldeia e, seguindo uma tradição da mesma, ele é levado por um grupo de guerreiros a um castelo abandonado que é cercado por água e é trancado dentro de um sarcófago numa cripta. Momentos após a saída dos guerreiros, um tremor percorre o castelo e Ico é capaz de tomar vantagem disto para escapar do sarcófago. Ele então começa a explorar o castelo e, eventualmente, encontra Yorda, uma garota presa numa jaula que fala em uma língua desconhecida. Ico ajuda Yorda a escapar, mas logo ela é caçada por "criaturas-sombra" (as almas de todas as outras crianças com chifres que foram sacrificadas no castelo) que tentam arrastar o seu corpo em um dos portais dos quais eles emergiram. Apesar de Ico não ser ferido pelas criaturas e poder afastá-los de Yorda, ele descobre que é incapaz de derrotá-los com as suas armas simples. O par traça o seu caminho pelo castelo abandonado, eventualmente chegando à ponte que termina na terra livre.

Quando eles começam a atravessá-la, a Rainha, mãe de Yorda e dona do castelo, aparece e diz que Yorda é a sua filha e que ela não pode deixar o castelo Ico e Yorda tentam fugir, mas a Rainha destrói parte da ponte. Apesar de Yorda tentar salvá-lo, Ico cai da ponte e perde consciência.
Ico acorda nas câmaras sob o castelo, e parte viagem de volta aos níveis superiores do local. Durante o seu caminho, ele encontra a Espada da Rainha, uma espada com o poder de eliminar as criaturas-sombra. Após descobrir que Yorda foi transformada em pedra pela Rainha, ele procura por ela eu sua sala do trono. A Rainha revela que ela está prevenindo que Yorda deixe o castelo para que ela possa prolongar a sua vida, o que ela já fez ao drenar a vida daqueles colocados nos sarcófagos. Ico e a Rainha travam uma batalha, com Ico perdendo ambos os chifres no processo. Ele consegue penetrar o peito da Rainha com a espada mágica, mas com a sua morte o castelo começa a colapsar e ele perde a consciência novamente devido às ruínas cadentes. O feitiço da Rainha sobre Yorda é então quebrado e, agora como uma criatura-sombra, Yorda carrega Ico para a segurança para fora do castelo e o coloca sobre um barco, enviando-o a uma praia próxima e decidindo não acompanhá-lo. Ico então acorda à beira-mar e vê o castelo em ruínas ao longe. Após andar um pouco pela praia, ele encontra Yorda em sua forma humana, deitada à mercê das ondas, que eventualmente acorda ao seu lado.



ICO foi bem recebido pela critica em 2001 e conquistou vários fãs pelo mundo. O jogo possui uma pontuação de 90 % no site do Metacritic.
O jogo poderia ter passado em Branco, mais foi considerado um dos "Jogos do Ano" por várias publicações, apesar de outros best-selling de 2001 como concorrentes, tal como Halo, Metal Gear Solid 2, e Grand Theft Auto 3.O jogo recebeu três Game Developers Choice Awards em 2002, incluindo os prêmios de "Excelência em Design de Níveis", "Excelência em Artes Visuais" e "Jogo Destaque em Inovação". O jogo adquiriu vários Interactive Achievement Awards da Academy of Interactive Arts & Sciences em 2002, o que incluiu as premiações "Direção de Arte" e "Desenvolvimento de Personagens ou Enredo", e foi indicado aos prêmios de "Jogo do Ano", "Design de Jogo", "Design de Níveis" e "Design de Áudio" no mesmo evento.

Shadow of the Colossus

A segundo parte do jogo apesar de não ser uma continuação, mas com certeza esse jogo e um sucessor espiritual de ICO que tem o nome de Shadow of the Colossus.

Shadow of the Colossus lançado em 2005 também em exclusivo para o Playstation 2, fez mais sucesso que seu antecessor espiritual.

Continuando o estilo de jogo criado em ICO, Shadow of the Colossus agora conta a historia de Wander que começa com o protagonista entrando na Região Proibida, atravessando a extensa ponte na entrada com a sua égua, Agro. De acordo com o Lorde Emon mais tarde no jogo, antes de ele entrar na terra proibida, Wander roubou uma espada mágica provavelmente do próprio Emon, que é a única arma capaz de matar os colossos na Região Proibida.

Seguindo ao grande Templo de Adoração no centro da região, Wander carrega consigo um corpo coberto por um manto que ele deita sobre um altar no templo. Removendo o manto, é revelado o corpo de uma donzela chamada "Mono". Após um momento, várias criaturas obscuras com aparência de sombras e forma de humanóide se preparam para atacar Wander, mas ele facilmente os repele agitando a "Ancient Sword" ("Espada Ancestral"), que emite fortes raios de luz. Após reprimir as criaturas de sombra, a voz de uma entidade sem corpo conhecida como "Dormin" ecoa do alto, expressando surpresa que Wander possui tal espada. Wander pede que Dormin retorne a alma de Mono ao seu corpo, o que ele diz ser possível caso os dezesseis ídolos alinhados no hall do templo forem destruídos. Ele explica que esta tarefa pode ser realizada ao usar a Espada Ancestral para matar os dezesseis colossos localizados pela região que são a encarnação dos ídolos. Cada um dos colossos contém uma porção da própria essência de Dormin, apesar disto não ser revelado até os momentos finais do jogo.


Apesar do aviso de Dormin que Wander talvez tenha que pagar um alto preço para reviver Mono, Wander parte viagem na região à procura dos colossos para destruí-los. Com a morte de cada colosso, a sua aparência física deteriora: a sua pele fica mais pálida, o seu cabelo mais escuro, cicatrizes escuras crescem em seu rosto e até um aparente crescimento de chifres em sua cabeça. Enquanto isto, a aparência de Mono vai melhorando progressivamente e a sua voz pode ser ouvida suavemente na cena após a morte de um colosso. Após a morte do 12º colosso, é revelado que ao jogador que Wander está sendo perseguido por um grupo de guerreiros liderados por um xamã chamado "Lorde Emon".
Apressado a terminar a sua tarefa por Dormin, Wander logo parte para derrotar o 16º e último colosso. No caminho para o confronto, ele viaja a cavalo em uma longa ponte, que começa a desmoronar quando ele chega à metade do caminho. Quando Agro pula sobre a última falha da ponte, a porção na qual ela cai começa a se separar da ponte inteira, quase a desequilibrando. Pressentindo a iminente queda, Agro arremessa Wander para a segurança no outro lado, sacrificando-se enquanto que a ponte desaba e ela cai no rio a centenas de metros abaixo. Wander tristemente vai ao encontro do final colosso e o grupo do Lorde Emon chega ao Templo de Adoração pouco antes do último ídolo se esmigalhar.

Wander aparece logo após, agora com os seus olhos e pele totalmente pálidos e dois chifres saindo de sua cabeça. Declarando que Wander foi "possuído pelos mortos", Lorde Emon ordena aos seus guerreiros que o matem. Enquanto ele luta para chegar até Mono, um guerreiro dispara uma flecha em sua perna com uma besta, enquanto que outro o apunhala no coração com uma espada. Sangue negro jorra da ferida enquanto o seu corpo é coberto por escuridão e cai no chão — uma morte idêntica àquela sofrida pelos colossos.

Em seguida, o espírito de Dormin se apodera do corpo de Wander, transformando-o em um sombrio gigante de grandes chifres. Eles explicam que o seu corpo foi fragmentado em dezesseis partes — os colossos — para selar o seu poder,[nota 5] e que eles agora tinham pegado o corpo de Wander e renascidos, com cada um dos componentes da essência de Dormin tendo sido armazenado no corpo do protagonista.[nota 8] Enquanto que os guerreiros fogem, o Lorde Emon joga a Espada Ancestral usada para matar os colossos em uma pequena piscina no fundo do hall do templo, criando um redemoinho que consome Dormin e, consequentemente, Wander. Emon e os seus guerreiros fogem da Região Proibida, enquanto que a ponte que conduz ao templo desmorona por trás deles. Quando eles chegam à segurança da entrada da região, Emon expressa esperança que, caso Wander tenha sobrevivido, ele possa redimir os seus atos.

No templo, Mono acorda ressuscitado por Dormin em cumprimento do acordo feito com Wander, e Agro entra no templo mancando com uma perna traseira ferida. Mono a segue até a piscina para qual Wander e Dormin foram sugados pelo feitiço de Emon, encontrando um recém-nascido com pequenos chifres em sua cabeça. Ela leva a criança consigo, seguindo a égua até os andares superiores do Templo de Adoração e chegando a um jardim secreto dentro do templo.
Shadow foi bem recebido pela mídia, com uma nota média de apreciação de 92% na Game Rankings e 91% no site Metacritic. Alguns prêmios que o jogo conseguiu não poço deixar de citar aqui, são eles: Dois anos após o seu lançamento, a IGN listou Shadow como o quarto melhor jogo para PlayStation 2 de todos os tempos. Em sua lista de "10 Melhores Jogos para PlayStation 2", a VGChartz colocou o jogo no primeiro lugar. Ganhou ótimas notas em inúmeros sites e revistas especializadas em jogos.
Agora todos concordam comigo que depois de nos Lendo as duas historias ou jogando os dois games podemos ver logo de cara que sim os dois jogos têm certa ligação. Mas não demorou muito tempo e os criados do jogo esclareceu tudo dizendo que Shadow of the Colossus se passa antes da Historia de ICO e que Wander é um antepassado do protagonista de Ico, um garoto com chifres. Além disso, as criaturas de sombra que aparecem no Templo de Adoração estão conectadas às sombras contra as quais o jogador deve lutar em Ico. A "Queen's Sword" ("Espada da Rainha") de Ico é também um item secreto de Shadow of the Colossus e ambos os jogos usam uma língua fictícia.

The Last Guardian
imagem
 
Depois de dois jogos que são ligados por suas historias foi lançado e conquistou milhares de fãs não e que a empresa anunciou o terceiro jogo que será lançado talvez ainda esse ano para o Playstation 3 e que fechara essa trilogia com chave de ouro. Chamado de The Last Guardian o game foi anunciado na E3 de 2009, obviamente o jogo terá estilo dos jogos anteriores porem agora com os gráficos atualizados e ira usar todo o poder que o Playstation 3 possa fornecer.
Ainda não sabemos qual e a ligação desse jogo com os outros, mais na E3 desse ano iremos descobrir mais sobre o jogo.

Sem informação alguma sobre o game, apenas sabemos que o jogo conta a historia de uma amizade entre um garoto e uma criatura gigante de penas chamada "águia do mar" ou "erne" no título em japonês. Todos sabemos que o Shadow of the Colossus o personagem tinha um amigo gigante para ajudá-lo durante o jogo.

E agora confira os trailer dos 3 jogos:
ICO


Shadow of colossus


The last guardian


Fonte

Obs.:


Em abril de 2009, foi anunciado que a Sony Pictures iria adaptar Shadow of the Colossus a um filme. Kevin Misher, o produtor dos filmes The Scorpion King e The Interpreter, está negociando para assumir um cargo na produção. O roteiro está sendo escrito por Justin Marks, que escreveu para Street Fighter: The Legend of Chun-Li.

Mas até agora nada.

0 milhões de comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails