________

04 fevereiro 2010

Onde vivem os monstros

Where The Wild Things Are (EUA, 2009). Aventura. Fantasia. Warner Bros. Pictures
Direção: Spike Jonze.
Elenco: Catherine Keener, Angus Sampson
 
Baseado no livro de Maurice Sendak, o filme de Spike Jonze é uma fábula sobre o amadurecimento e a vida. O livro de 1963 foi criticado por a mãe chamava o filho de 'monstro'.

O clássico livro vira filme e chega às telas do cinema com direção de Spike Jonze. Onde Vivem os Monstros segue as aventuras de Max, um garoto travesso que é mandado de castigo para seu quarto depois de desobedecer a mãe. Porém, a imaginação de Max está livre para voar, e logo o transporta para um reino desconhecido. Encantado, Max parte para a terra dos Monstros Selvagens, onde as travessuras são lei, e Max é o rei.


Prêmios
Sendak, aos 81 anos, acumula grandes prêmios da literatura, como o National Book Award e o Hans Christian Andersen, considerado no Nobel da literatura infantil. foi “Onde Vivem os Monstros” que o consagrou de vez, em 1963.
“Escolhi o títulos ‘Where the Wild Horses Are’ (“Onde Vivem os Cavalos Selvagens”, em tradução livre), antes de perceber que não sabia desenhar cavalos. Então, me decidi por ‘coisas’ e as baseei em minhas tias e tios, o que não é muito simpático, mas é a verdade”, diz o autor sobre o título “Onde Vivem os Monstros”, (“Where the Wild Things Are”, em inglês).
“O que mudou desde então foi tudo. E nada. Continuo sem saber como o livro tem atraído as crianças. Sinto-me feliz e grato, mas não entendo”. E no que deu certo ele não mexe. Nesse sentindo, acompanhou a produção da edição brasileira de casa, em Connecticut, opinando até na escolha do papel.

“Sinceramente, não mudaria nada”, diz sobre o longa nada óbvio de Spike Jonze, que segue de perto os personagens com a câmera, explorando suas fobias e desconfianças, e tem trilha de Karen O, vocalista dos Yeah Yeah Yeahs.
“Mas, agora o filme saiu, estou feliz em voltar para os livros. Estou trabalhando em um chamado ‘Bumble-Hardy’! Depois, quero fazer outro para meu irmão”.

Jonze procurou expandir a trama, dando nomes e personalidades aos monstros, da mesma forma que o próprio Sendak (que produz e supervisiona o filme) havia feito com o libreto versão operística do livro. Assim nasceu o calado e distante Bernard, a amável e provocativa KW, a irritante e pessimista Judith e o único personagem que concorre em atenção com o próprio Max na tela, o carismático e impulsivo Carol.

Apesar de ser uma fábula, “Onde vivem os monstros” não é fácil e nem bobo - em alguns momentos de descontrole dos monstros, chega a ser assustador. Max Records (o ator principal, hoje com 12 anos, é homônimo do personagem) embarca em uma montanha-russa de sentimentos, e consegue comunicar cada um deles com poucas palavras, olhares certeiros e silêncios expressivos.
Os aspectos técnicos contribuem muito também para o sucesso do filme. Em nenhum momento o espectador para para se questionar a respeito da verossimilhança das criaturas que vê na tela – elas parecem tão naturais quanto o cenário, e não bonecos animados com toques de computação gráfica. Essa capacidade de ilusão, ao lado de uma fotografia magistral, faz o espectador mergulhar na psiquê de Max e se perder na fantasia da terra selvagem.

Veja o trailer do filme:

Fotos:



Maurice Sendak







Site oficial (no Brasil)
Fonte: G1

0 milhões de comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails