________

21 janeiro 2010

Argentinos...

1) Por que os argentinos, em geral, preferem não se casar? R: Eles nunca encontraram uma mulher que os amasse mais do que eles se amam.

2) O que se joga pra um argentino quando ele está se afogando? R: O resto da família.

3) Qual é a semelhança entre um argentino humilde e o Super-Homem? R: Nenhum dos dois existe.

4) Por que não há terremotos na Argentina? R: Porque nem a terra os engole…

5) Como se faz para reconhecer um argentino em uma livraria? R: Ele e o que pede o mapa-mundi de Buenos Aires.

6) Um argentino pede a um taxista que o leve ao mirante da estrada Mexico- Cuernavaca. Durante duas horas, fica olhando distraído a capital. Depois de muito tempo, o taxista pergunta muito impaciente e curioso: – Que tanto o senhor observa? – Estou olhando para ver como é a cidade sem mim.

7) Qual é o brinquedo preferido dos argentininhos? R: O yo-yo.

O filho de um argentino vai andando com seu pai e diz: Papai, quando yo crescer quiero ser como usted. O pai, todo orgulhoso, pergunta: E por que, hijo? Para tener un hijo como yo.

9) Por que na Argentina há tantos casos de bebês prematuros de 7 meses? R: Porque nem as mães deles os agüentam por 9 meses.

10) Um escritor argentino e um mexicano, que acabam de se conhecer, se reúnem para conversar. O argentino conta sobre seu livro (uma novela) pro mexicano. As horas passam, e o paciente e educado ouvinte permanece em silêncio. O argentino fala e fala, até que finalmente termina. Aí ele pergunta: – Agora vamos a hablar de usted: o que achou da minha novela?

11) Um Argentino chegou na Rodoviária em P. Alegre e pediu uma informação: – Oye! Donde tiene un autocarro pra ir hasta la estación pra apanhar un comboyo para Caxias? – Aqui não chamamos autocarro, chamamos Ônibus. – OK. Entonces como apanho o Ônibus pra ir hasta la estación y apanhar o comboio? – Aqui não chamamos estación, chamamos ferroviária. – Muy bien. Entonces, onde tem o Ônibus pra ir até à ferroviária e apanhar o comboio? – Aqui não chamamos comboio, chamamos trem. – Caramba! Entonces, my hermano, como apanho o Ônibus pra ir a ferroviária para apanhar o trem??!!! – Aqui não dizemos apanhar, mas sim, pegar. – Carajo, me dejas de bromas? Muy bien, como pego o onibus pra ir à ferroviária para pegar o trem??!!! – Não precisa ir, é aqui mesmo… – Joda! Hay que preguntar: Como é que ustedes llaman ‘filho da pu*a’ acá em P. Alegre? – Não chamamos. Eles vêm da Argentina sem ninguém chamar…

12) Noticia no principal telejornal argentino: – ‘Uruguai e Argentina empataram hoy el jogo por la Copa América: zero gols para el Uruguai e ZERO GOLAÇOS para la Argentina!’

13) Um argentino pára em frente a um edifício com espelhos e diz em voz alta: – Que fisionomia o cara tem! Segue caminhando e encontra com sua namorada, uma loira deslumbrante, e volta a dizer: – Que gata o cara tem! Entra na sua Ferrari vermelha e diz outra vez: – Que carro o cara tem! Chega em sua casa e encontra sua irmã, que é freira da Orden de las Esposas de Cristo. Então, eufórico, comenta: – Que cunhado o cara tem!

14) Em uma ensolarada manhã em Buenos Aires, um turista comenta: – Que manhã bonita! – O argentino que passava a seu lado comenta: – Obrigado, nosotros hacemos lo que podemos hacer de mejor!

15) Você conhece o melhor negócio do mundo? R: Comprar um argentino pelo que vale e vender pelo que ele pensa valer.

16) Qual é a melhor marca de aspirador de pó da Argentina? R: Maradona LTDA.

17) Segundo recentes estatísticas, de cada 10 argentinos, 11 sentem-se superiores aos outros 10.

18) Um uruguaio, cansado de ouvir o seu amigo argentino contar vantagens, em dado momento da conversa lhe pergunta: – Entonces? Qué se pasó en la Guerra de las Malvinas? – E o argentino: – Bien, fuemos vice-campéon.

19) Como se faz para saber que um espião é argentino? R: Ele leva um cartão que diz: ‘El mejor espion del mondo’.

20) O nascimento de seus filhos. Eis que surge a enfermeira e diz: – Senhores, houve uma tremenda confusão. Os bebês foram trocados e não sabemos mais quem é quem. Só sei que temos dois brancos e um negro. – Não tem problema – sugeriu o nigeriano. – Cada um escolhe um bêbe e vamos fazer um sorteio para determinar a ordem da escolha. Feito o sorteio, a primeira escolha coube ao sueco. Ele entrou no berçário, olhou para os bebês e saiu com o negro no colo. – Ma bwana! – reclamou o nigeriano. – Você pegou o negro. Este obviamente é o meu bebê. Eu sou negro, minha esposa é negra. Me dá este bebê, volta lá e escolha um dos brancos. E o sueco, já indo embora: – Tá maluco? e se eu pego o argentino?


De Muita pimenta.

0 milhões de comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails